TSF à Mesa

Portugal fora, as fronteiras entre regiões são traçadas pelas paisagens e pela mesa. Das cidades às serras ou na imensidão das planícies, da melhor tradição portuguesa ao vanguardismo mais ousado. António Catarino sugere um país gastronómico que vale a pena apreciar.

Solar alentejano com brasão de qualidade

A meio da encosta da serra de S. Mamede, dominando a planície e com Espanha mesmo ali ao lado, Portalegre, cidade imortalizada por José Régio, é guardiã de memórias de um passado, histórico e de riqueza industrial, hoje diluída na voragem dos tempos.

No centro histórico, perto da Praça da República e da igreja do Convento, onde está instalado um núcleo do Museu Robinson, o emaranhado de ruas e ruelas pode tornar, à primeira vista, algo complicado o trajeto até ao Solar do Forcado. Mas, por ali, toda a gente sabe onde fica o restaurante, um reduto da cozinha tradicional, em particular alentejana e com outras boas opções, em especial no capítulo de carnes.

A casa foi estalagem, talho, mercearia e taberna, a tradicional "venda", mas há mais de três décadas, mercê da iniciativa de um antigo forcado do grupo local - Lourenço Mourato - o espaço foi transformado em restaurante rústico.

Demorou pouco tempo até ser considerado lugar de culto gastronómico, frequentado por gente ligada à tauromaquia.

Nas paredes das acolhedoras salas com arcos em tijolo, não faltam fotos, cartazes e objetos alusivos ao mundo dos toiros.

Com a segunda geração à frente dos destinos da casa, a matriz manteve idêntico padrão.

Para início de faena, croquetes de cozido, a tradicional cabeça de xara e queijinho de ovelha com azeite e orégãos assado no forno.

Uma entrada em grande estilo, que pode incluir batatas tapadas, fritas, com presunto e ovos estrelados.

No tércio seguinte, destacam-se lombelo de touro bravo e veado no tachinho, acompanhado com esparregado e batata frita.

Outra opção, particularmente saborosa e, de algum modo elevada a patamar de excelência, é o lacão assado no forno acolitado por arroz de boletos de grande nível.

O lacão é um dos pratos tradicionais do Norte Alentejano: o pernil de porco é cozido lentamente e com especiarias; vai ao forno para tostar até a pele ficar estaladiça.

Nas carnes de toiro bravo, a espetada ou o cozido com rabo de boi podem ser alternativas, a par das presas de porco preto.

As migas não faltam na vasta ementa, onde também podem figurar lombinhos de veado com alhinho.

Para final triunfante, uma sobremesa alentejana tradicional: sericaia com ameixa de Elvas ou bolo fidalgo são boas escolhas.

Carta de vinhos de bom nível, com maioria de referências da região.

Serviço simpático neste restaurante que mantém brasão de qualidade: Solar do Forcado, em Portalegre.

Localização: Portalegre

Contacto: 245 330 866

GPS : 39.29091 N ; -7.42954 W

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de