TSF Pais e Filhos

Como a intuição não chega e eles não nascem com livro de instruções, a TSF propõe um programa para partilhar ideias, conselhos de quem sabe (desde os conselhos técnicos de pediatras e psicólogos, aos conselhos de pais), propostas de lazer, de brincadeiras, de passeios e reportagem. Sem nunca deixar de responder às dúvidas dos pais, vamos também ouvir os filhos. Com coordenação de Rita Costa e sonoplastia de Miguel Silva.
De segunda a sexta, às 08h40 e 16h40

A pulseira azul turquesa da PSP que devolve as crianças aos pais

É importante falar com as crianças sobre a hipótese de se perderem porque o cenário é possível, apesar do esforço dos pais. Nuno Carocha, porta-voz da PSP, dá a conhecer neste TSF -Pais e Filhos um programa da PSP que se destina a estes casos.

O intendente Nuno Carocha, porta-voz da PSP, sublinha a importância de ensinar a criança a orientar-se caso se perca a caminho da escola, de casa ou mesmo num local onde perde de vista os pais.

Conhecer os procedimentos ajuda a tranquilizar as crianças, garante o porta-voz da PSP.

Ainda assim, existem soluções como o programa "Estou Aqui" da PSP, que consiste na atribuição à criança de uma pulseira com um código alfanumérico.

A pulseira azul que ajuda a devolver às famílias crianças perdidas já tem oito anos. Começou por ser um programa exclusivo para a época do verão, mas prolongou-se durante todo o ano.

A adesão tem sido crescente, exceto em 2020 devido ao confinamento das famílias. Ainda assim, o diretor do Gabinete de Imprensa e Relações Públicas da Polícia de Segurança Pública faz um balanço positivo do programa.

Nos casos em que a pulseira foi ativada, as situações "foram resolvidas em menos de uma hora".

O programa Estou Aqui destina-se a crianças dos dois aos dez anos de idade e o processo é simples e de renovação anual.

"A família acede à plataforma online, introduz os dados para a adesão ao programa, esses dados só são acedidos caso necessário por uma equipa restrita da PSP e depois a família escolhe a esquadra onde pretende ir levantar a pulseira", explica Nuno Carocha.

Um pai desesperado terá sempre a atenção da PSP e oito anos e vários reencontros depois, a PSP continua a apostar no programa Estou Aqui para facilitar o encontro quando uma criança se perde.

Ouça aqui este "TSF Pais e Filhos", um programa de Rita Costa, com sonorização de Miguel Silva

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de