TSF Pais e Filhos

Como a intuição não chega e eles não nascem com livro de instruções, a TSF propõe um programa para partilhar ideias, conselhos de quem sabe (desde os conselhos técnicos de pediatras e psicólogos, aos conselhos de pais), propostas de lazer, de brincadeiras, de passeios e reportagem. Sem nunca deixar de responder às dúvidas dos pais, vamos também ouvir os filhos. Com coordenação de Rita Costa e sonoplastia de Miguel Silva.
De segunda a sexta, às 08h40 e 16h40

Em defesa do ambiente. Crianças, "continuem a fazer ouvir a vossa voz"

Não há dia-a-dia se não houver futuro, por isso, a defesa do ambiente deve ser uma prioridade. E as crianças têm uma voz poderosa.

Há ainda muito a fazer para que as escolas contribuam para uma alteração dos comportamentos ao nível da defesa do ambiente. Eunice Maia, professora e fundadora da primeira concept store zero waste em Portugal, acredita que são as crianças que têm de sensibilizar os adultos. É por isso que lança o repto: "Continuem a fazer ouvir a vossa voz."

"Eu acho que as crianças e os jovens têm até mais sensibilidade (para as questões ambientais. A grande dificuldade está no sistema e num certo comodismo instalado. Quando eles fazem ouvir a sua voz, são muito eficazes", afirma Eunice Maia.

Enquanto professora, Eunice é testemunha da força das crianças e jovens. "Por exemplo, no bar de uma escola, foram eles próprios a pedir para não haver mais palhinhas de plástico e conseguiram."

Para esta professora, é decisivo quando são os alunos a levar a mudança ao topo da escola. "Há sensibilidade por parte dos jovens, é preciso é haver mais sensibilidade por parte das escolas."

Eunice Maia entende que, tendo em conta a burocracia com que têm de lidar no dia-a-dia, as escolas enfrentam muitas dificuldades. Mas a professora e fundadora da loja de desperdício zero "Maria Granel" lembra que não há dia-a-dia se não houver futuro, por isso a defesa do ambiente deve ser uma prioridade.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados