Dêem-lhes sapatos com atacadores e os talheres para a mão

"A coisa que mais me irrita é as crianças que têm sapatos com fivelas que colam", confessa Carlos Neto, que lembra que atar os sapatos é uma operação que ajuda a desenvolver a motricidade fina.

As crianças precisam de aprender a atar os sapatos, a vestirem-se, a realizar uma série de operações de natureza motora para se desenvolverem. O alerta é de Carlos Neto, professor e investigador da Faculdade de Motricidade Humana.

"Há crianças que não sabem atar os sapatos aos cinco anos de idade, nem aos seis anos, nem aos sete. E quem diz atar os sapatos diz comer: há crianças a quem lhes é dada comida à boca até aos seis anos de idade", observa o professor, que sublinha a importância de as crianças realizarem uma série de tarefas motoras essenciais para um crescimento saudável.

Além das operações grosseiras de natureza motora - como saltar, correr, pontapear -, há operações finas como vestir, comer, lavar os dentes ou atar os sapatos que é importante que as crianças desenvolvam.

"Parece que nós não temos tempo para esperar que as crianças façam essas aquisições e estamos a encontrar soluções imediatas, rápidas, porque é uma forma de comodismo e é isso que eu acho horrível. É não dar tempo para as crianças terem tempo", explica.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de