TSF Pais e Filhos

Como a intuição não chega e eles não nascem com livro de instruções, a TSF propõe um programa para partilhar ideias, conselhos de quem sabe (desde os conselhos técnicos de pediatras e psicólogos, aos conselhos de pais), propostas de lazer, de brincadeiras, de passeios e reportagem. Sem nunca deixar de responder às dúvidas dos pais, vamos também ouvir os filhos. Com coordenação de Rita Costa e sonoplastia de Miguel Silva.
De segunda a sexta, às 08h40 e 16h40

Mais fruta e menos açúcar

Um bolo, bolachas ou uma barrita de cereais são produtos que, muitas vezes, contêm açúcar em excesso e isso não é bom para a saúde das crianças. A nutricionista Zélia Santos sublinha a importância da fruta e sugere algumas alternativas para o lanche.

"É comum verificarmos nos dias de hoje que as lancheiras das crianças ainda vão com alimentos com excesso de açúcar e lípidos saturados", lamenta a nutricionista.

Zélia Santos assegura que conjugar fruta com legumes ou com lácteos seria uma melhor opção e deixa algumas sugestões: fruta com palitos de cenoura, tomate cherry ou palitos de aipo ou fruta com iogurte ou com queijo. A nutricionista lembra que existem variadíssimas alternativas no mercado e defende que é importante não desistir mesmo quando as crianças dizem que não gostam de fruta.

"É preciso tentar perceber o que é que a criança não gosta na fruta, se é da textura, se é da cor ou se é do sabor. São variáveis extremamente importantes que tem de ser a família e os cuidadores mais próximos a detetar e a não desistir à primeira tentativa." Zélia Santos lembra que a fruta se pode apresentar de diversas formas e tem diferentes texturas. Por isso, é uma questão de ir experimentando.

Se as crianças começarem a comer alimentos diferentes ou com sabores mais intensos como o aipo, por exemplo, mais tarde não vão estranhar e "não vamos ver futuramente adolescentes com snacks que não são saudáveis".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de