Uma questão de ADN

Podem ser irmãos, avós e netos, pais e filhos, companheiros, marido e mulher... São pessoas da mesma família que se juntam para uma conversa em que se fala de tudo. São percursos de vida e testemunhos que atravessam diferentes gerações. O que os une para lá do apelido, o que os separa para lá da diferença de idades.
Quarta-feira, depois das 13h00. Repete ao domingo, após as 14h00. Com Teresa Dias Mendes

A cirurgia e a estética. Uma Questão de ADN com Tiago Baptista Fernandes e Joana Baptista

É neto de António Baptista Fernandes, considerado o " pai" da cirurgia plástica reconstrutiva em Portugal. Tiago Baptista Fernandes cresceu a ver o exemplo dos avós- a avó também era médica- e seguiu caminho na mesma área da medicina. Com Joana, a filha mais velha, a família entra na quarta geração de médicos. Aos jovens cirurgiões plásticos lembra que " não podem pensar na recompensa financeira" e devem abrir horizontes " sem pressas", em busca dos melhores conhecimentos e competências. Aos pacientes pede que " percam tempo a procurar o médico e a clínica certa". A conversa molda-se à realidade, há cada vez mais procura por procedimentos estéticos, mas também é preciso saber dizer não.

Quando o avô de Tiago Baptista Fernandes, rumou para Londres, no final da década de 40, a cirurgia plástica e reconstrutiva teve um boom " estávamos no pós-guerra e é nestas alturas de maior necessidade que a técnica se desenvolve". Ao lado do brasileiro Ivo Pitanguy , de quem foi amigo, António Baptista Fernandes aprendeu com Archibald McIndoe, considerado o percursor da cirurgia plástica, e no regresso a Portugal funda a Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética em 1961, abre a primeira unidade de Queimados no Hospital Universitário de Santa Maria, e mais tarde a Clínica de Todos os Santos, o primeiro centro privado português de cirurgia plástica. O primeiro implante mamário, realizado em Portugal em 1967, é da sua autoria.

Tiago Baptista Fernandes cresceu a ouvir as histórias contados pelos avós paternos, e a sua escolha não foi surpresa. Formado em Medicina e Cirurgia Plástica, também ele passou pela Clínica, onde fundou a Unidade Oncoplástica da Mama, pelo hospital de Santa Maria, onde chegou a ser o responsável pela Unidade de Queimados e é actualmente director clínico da UP Clinic, uma das mais avançadas clínicas de saúde estética em Portugal.

Estética ou reconstrutiva? perguntará a certa altura Tiago Baptista Fernandes, precisando os tratamentos praticados e os cuidados a ter num área que promove a saúde e a autoestima dos seus pacientes. Por entre intervenções mais ou menos invasivas, domina os procedimentos e fala também sem rodeios sobre as fragilidades de um mundo que avança pressionado pelas redes sociais e pelo desejo da eterna juventude " as mulheres são as que sofrem mais, ainda são " mas os homens também começam a procurar tratamentos " narizes, orelhas redução mamária e lipoescultura são as cirurgias mais praticadas neles, nas mulheres é o aumento mamário, a lipoescultura e a cirurgia das pálpebras."

Por entre conselhos aos jovens médicos e alertas aos pacientes, Tiago Baptista Fernandes, vai continuando a aperfeiçoar técnicas " já dei várias meias voltas ao mundo" e a abrir os horizontes de Joana. A filha mais velha, prestes a terminar o primeiro ano de Medicina, será a quarta geração de médicos, na família. É ela que o acompanha hoje para Uma Questão de ADN.

E também ficamos a saber que a seguir ao Verão, o Dr, vai à faca para moldar a barriguinha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de