Uma questão de ADN

Podem ser irmãos, avós e netos, pais e filhos, companheiros, marido e mulher... São pessoas da mesma família que se juntam para uma conversa em que se fala de tudo. São percursos de vida e testemunhos que atravessam diferentes gerações. O que os une para lá do apelido, o que os separa para lá da diferença de idades.
Quarta-feira, depois das 13h00. Repete ao domingo, após as 14h00. Com Teresa Dias Mendes

Benedita e Luís Figueiredo. "A obesidade é física, mas é sobretudo uma doença mental"

Anos de dietas restritivas, suores noturnos, noites mal dormidas, e uma má relação com os outros. Benedita perdia peso mas não era feliz. A pandemia foi a balança para uma vida melhor. Parou, não teve pressa e mudou a sua vida.

"Obesidade nunca mais", é o livro editado pela ContraPonto, que relata a transformação de uma jovem que chegou a pesar 92 quilos. Não foi obesa fisicamente durante muito tempo, mas como ela própria diz "fui obesa psicologicamente durante muitos anos". Benedita Stüve Figueiredo conta-nos como foi e como é, e " se ajudar pessoas que como eu não eram felizes, está tudo bem". Tanto assim que o pai, médico e espetador das tantas angústias da filha mais nova, resume tudo numa frase açucarada "a minha filha hoje é um doce".

1, 70, 62 quilos, e umas peles na barriga. Este é o retrato atual de Benedita Figueiredo. Este ano fará a sua primeira meia maratona, mas as corridas fazem parte do seu plano semanal de exercícios. Gosta e vai, às vezes uns bons 12 quilómetros. Começa aliás por deixar um aviso à navegação " se quer perder peso, não comece por correr. O cardio é saudável, mas se a ideia for perder peso, o treino muscular é o mais indicado. Ou vão andar como eu, vários anos sem sair da cepa torta".

Esta é uma das aprendizagens que mudou a sua vida. A outra resulta da mudança no regime alimentar, sem restrições, mas adaptado ao estilo de vida, aos objetivos, a passo de caracol.

"Não vou ter pressa" decidiu, quando a pandemia forçou o isolamento. Escolhas que sejam para sempre, é esse o seu lema de vida, permitindo-se agora comer o que apetece, num regime alimentar que não despreza "desvios", dá saúde e faz crescer. Esta é a sua melhor versão e a sua história. A nutricionista Diana Dinis e o personal trainer Pedro Cardoso são os seus dois aliados, no plano deste "guia para uma vida saudável". O pai, Luís Figueiredo, um parceiro e um apoio de sempre. E já agora, um bom garfo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de