Verdes Hábitos

Os hábitos também se mudam. No combate ao estado de emergência climática, todas as semanas damos a conhecer novas ideias para mudar velhas rotinas. Com Sara Beatriz Monteiro e Inês André de Figueiredo.
Para ouvir todas as sextas-feiras, às 18h40.

Dos alimentos à forma de cozinhar. Como poupar o planeta e a carteira

Helena Real sentou-se à mesa do Verdes Hábitos e "cozinhou" um conjunto de ideias para que os portugueses mudem a forma de preparar refeições.

Uma mesa sustentável está ao alcance de todos e é mais fácil do que parece. Quem o diz é Helena Real, secretária-geral da Associação Portuguesa de Nutrição (APN), que deixa sugestões para mudar a forma de comprar alimentos e cozinhá-los com o menor impacto possível para o ambiente.

Na Tasca da Esquina, o local escolhido pela nutricionista para a entrevista ao programa Verdes Hábitos , explica que as raízes gastronómicas portuguesas são sustentáveis porque remetem para uma dieta em que existe uma "grande componente de alimentos de origem vegetal, uma componente de alimentos de origem animal em pequena quantidade e uma forte componente de alimentos que sejam locais e da época".

Além dos alimentos em si, há que ter em atenção a forma de os cozinhar. Nesse ponto de vista, as caldeiradas, os ensopados, as açordas e os cozidos devem ser os "reis" na cozinha, devido à presença de muita água nos cozinhados e pelo facto de permitirem a junção de vários alimentos num só prato.

E como não há cozinha sem despensa, a nutricionista defende que é preciso pensar e planear na hora de ir às compras. A nutricionista Helena Real aconselha fazer uma lista, a comprar apenas o que é necessário e, mais do que tudo, a aproveitar todo o alimento.

É fundamental, acredita, "desperdiçar menos" e "utilizar mais", fazer um bom planeamento das refeições e do que se compra, olhar para os prazos de validade e usar a criatividade.

Dicas da nutricionista para quem quer ter uma cozinha mais sustentável:

- Evitar os assados no forno porque são muito menos amigos do ambiente e gastam mais energia;

- Usar um jarro elétrico para ir aquecendo a água durante os cozinhados;

- Usar panela de pressão para que o cozinhado seja mais rápido;

- Comer mais alimentos de origem vegetal do que animal;

- Planear as refeições e comprar apenas aquilo que é preciso;

- Gerir bem a despensa e olhar para os prazos de validade;

- Reduzir desperdício alimentar, olhar para o alimento como um todo e aproveitar o alimento na sua totalidade: não desperdiçar ramas, talos, cascas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados