Os clássicos estão de volta ao Circuito do Estoril

Le Mans, Spa, Estoril. O que é que estes três nomes têm em comum? Todos eles fazem parte do maior e mais prestigiante "tour" de eventos de carros clássicos do mundo e marcaram, à sua maneira, a história do desporto automóvel.

A ligação de Cascais ao desporto motorizado é antiga e cheia de história. Desde os circuitos nas Ruas do Estoril no início do séc. XX, até ao circuito citadino de Cascais nos anos 60, e à construção do Autódromo do Estoril em 1972, foram muitos os momentos que contribuíram para uma relação que dura até aos dias de hoje e que continua a atrair condutores de todo o mundo.

Um exemplo claro deste pedaço de história é o Circuito do Estoril, que durante vários anos foi palco de importantes provas como o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 ou o Rally de Portugal. Entre 1984 e 1996, o circuito assistiu à conquista do tricampeonato do mundo por Niki Lauda, à primeira pole e vitória de Ayrton Senna, ao tetracampeonato do francês Alain Prost e ao emocionante slalom do Rally de Portugal nos anos 70 a 80.

Mas nem só dos pilotos se faz esta história. Para os amantes do desporto automóvel, os carros são as verdadeiras estrelas da parada. Criado em 2017 com o objetivo de trazer até ao Circuito do Estoril os carros e as competições de clássicos mais importantes do mundo, o Estoril Classics rapidamente se tornou numa paragem obrigatória para todos os amantes de automóveis clássicos.

Um evento ligado ao passado e aberto ao futuro, com um programa composto por 15 corridas e 11 grelhas das quais fazem parte os campeonatos internacionais organizados pela Peter Auto, o maior e mais prestigiante "tour" de eventos de carros clássicos do mundo com circuitos históricos como Le Mans (França) e Spa (Bélgica), mas também com o Iberian Historic Endurance organizado pela Race Ready e a presença do ACP com o Rally de Portugal Histórico e a exposição alusiva aos 120 anos do Raid Figueira da Foz Lisboa, a génese do ACP. As grelhas da Peter Auto e da Race Ready são dedicadas a diferentes períodos da história do desporto automóvel e reúnem, no mesmo palco, várias categorias das corridas de clássicos: Fórmula 1, Sports Cars, GTs, Turismos e protótipos.

Na edição deste ano, que decorre de 7 a 9 de outubro, o Autódromo do Estoril irá receber Clássicos de F1 até 1986, automobilismo de resistência dos anos 1950 e 1960, carros de GT e Protótipos de sonho (entre os quais Porsche 935, BMW M1, Lola T70, Ferrari 512 BBLM, Ford GT40 ), exuberantes Sport-protótipos que marcaram a história das 24 Horas de Le Mans e do Campeonato do Mundo FIA de Endurance entre 1982 e 1993 e os BMW e Ford, carros de Turismo entre 1966 e 1984 que brilharam 24 Horas de Spa-Francorchamps. Há ainda uma prova reservada, e exclusiva, para os primeiros Porsche 911, de chassis curto e motores 2-litros, preparados de acordo com os regulamentos FIA anteriores a 1966.

Num evento onde o foco está no carro, os participantes fazem parte de um grupo exclusivo de Gentelman Drivers de mais de 20 nacionalidades apaixonados pelo desporto e pela história das marcas. ​Para além do impacto direto deste evento, motivado pelas viagens e estadias de todos aqueles que acompanham as corridas, este tem também um efeito multiplicador, quer pela instalação da indústria do restauro de viaturas clássicos em Portugal, uma área em franco crescimento, quer pelo aumento da notoriedade e prestígio da região dentro do segmento dos "Gentleman Drivers". No caso destes últimos, o impacto conduz igualmente a um potencial aumento das atividades realizadas ao longo de todo o ano relacionadas com o evento, como, por exemplo, estadias organizadas de clubes de automóveis antigos, testes para corridas ou até mesmo o seu estabelecimento na região, reforçando assim Cascais como o melhor lugar para passar um dia ou uma vida inteira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de