"A lepra existe, é curável e atinge muitas crianças"

Erradicada em Portugal nos anos 80, a lepra continua a inspirar movimentos de solidariedade. É o caso da Associação Portuguesa dos Amigos de Raul Follereau. A TSF falou com o presidente.

A lepra é ainda sinónimo de exclusão social. Conhecida por doença de Hansen, este flagelo social continua a matar, sobretudo no sudoeste asiático e no continente africano. Em cada ano são mais de 200 mil as pessoas atingidas por esta doença.

Erradicada em Portugal nos anos 80, esta patologia crónica continua a inspirar movimentos de solidariedade. É o caso da APARF, a Associação Portuguesa dos Amigos de Raul Follereau, que, há mais de trinta anos, sem qualquer apoio estatal, recolhe fundos e promove projetos de combate a esta chaga social.

Nas vésperas do Dia Mundial dos leprosos, que se celebra neste domingo, o jornalista Manuel Vilas Boas entrevistou o presidente da direção desta organização não-governamental, Vítor Borges.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de