Acabaram as mulheres nuas na Playboy

A mítica revista, que se estreou em 1953 com Marilyn Monroe na capa, vai deixar de publicar nus integrais. Tudo por causa da internet.

A decisão foi tomada no mês passado e surpreendeu: a Playboy vai deixar de publicar fotos de mulheres nuas. O The New York Times conta que o editor da revista, Cory Jones, foi jantar com o fundador, Hugh Hefner, na Mansão da Playboy. Foi nesse serão que avançou com a ideia. E Hefner aceitou.

A reformulação da revista que revolucionou a forma de ver o sexo nos Estados Unidos está prevista para Março do próximo ano. A Playboy vai continuar a mostrar imagens de mulheres em poses provocantes, mas já não vão estar nuas.

Entre as razões avançadas para esta mudança, estão a concorrência da Internet e a queda nas vendas. Aceber a imagens de nus está agora à distância de um clique. De acordo com a Alliance for Audited Media, a circulação da Playboy caiu de 5.6 milhões, em 1975, para 800 mil, atualmente.

A mudança tem vindo a acontecer. Já em agosto do ano passado, o site da Playboy tinha banido a nudez. Com esta alteração, a revista viu os utilizadores aumentarem de 4 para 16 milhões. Já a média de idades baixou dos 47 anos para os 30.

Agora, a revista que estreou em 1953 com Maryln Monroe na capa e por onde passaram nomes como Madonna, Sharon Stone ou Naomi Campbell dá um passo em frente e bane os nus da edição impressa. Em entrevista ao The New York Times, o editor Cory Jones disse: "não me interpretem mal. O meu eu com 12 anos está muito desapontado. Mas era a coisa certa a fazer".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de