Câmara de Borba dá apoio a familiares das pessoas desaparecidas

Famílias das vítimas têm estado a deslocar-se para o local do acidente.

A Câmara de Borba, no distrito de Évora, abriu na tarde desta segunda-feira um espaço para acolher os familiares das pessoas que estão desaparecidas numa pedreira, na sequência de um aluimento de terras, disse à agência Lusa fonte do município.

"Há trabalhadores que estão desaparecidos e pessoas que circulavam na estrada", disse a fonte.

O apoio está a ser prestado por uma equipa de psicólogos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que esteve no local do acidente e, depois, se deslocou para os Paços do Concelho, além da assistente social da câmara.

"Naturalmente, as pessoas chegam aflitas, sem saberem dos familiares e à procura de respostas", relatou a fonte.

A Lusa assistiu à chegada de vários familiares, que foram recebidos por outros que já se encontravam no local e que os vieram esperar nas imediações, conduzindo-os ao interior da câmara.

As equipas de socorro já estabeleceram contacto visual com a retroescavadora e uma das vítimas arrastadas esta tarde para o interior da pedreira.

A Proteção Civil de Évora já confirmou a morte de dois trabalhadores da empresa que explora as pedreiras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de