"Followbirds": 460 aves e as suas rotas numa aplicação de telemóvel

É uma aplicação para telemóveis concebida para amantes da observação de aves. Já está disponível para Android e tem toda a informação sobre pássaros, onde os encontrar, que rotas fazem e até como cantam.

Bárbara Pintar tem o telemóvel na mão, carrega na aplicação e surge o som de uma ave. "Isto é o caimão a alertar. Há diferentes sons, um para alertar, outro quando chama ou ainda o som que faz na altura da reprodução".

Barbara Pintar, uma eslovena de 31 anos, mostra a aplicação concebida por si e pelo catalão Jordi Sabat. Chama-se "Followbirds" e é uma app para o sistema operativo Android, destinada a observadores de aves.

"Esta ideia surgiu quando estava no mestrado de Design e Comunicação para Turismo e Cultura, na Universidade do Algarve. Sempre gostei de pássaros e vi que aqui havia um nicho de turismo de observação de aves", conta. Decidiu conceber uma aplicação que fosse fácil de utilizar e que poderia facilitar a vida a quem anda pelos campos a fazer birdwatching.

Esta ferramenta tem a listagem de 460 aves que já foram avistadas, as 13 rotas existentes e as épocas do ano em que se pode observar determinados pássaros." A aplicação é gratuita, temos várias rotas sugeridas no Algarve, uma lista das espécies existentes em cada habitat. Cada ave tem várias fotografias e os sons porque muitas vezes estamos a ouvir o seu canto antes de as ver", explica.

Jordi Sabat teve o trabalho de conceber informaticamente esta aplicação que tenta ajudar os birdwatchers. Para chegar à informação tão detalhada que têm hoje na aplicação, inclusive com o som de cada um das aves foi preciso um grande trabalho de pesquisa.

"Temos sorte porque a comunidade de pessoas que gosta de aves é muito grande e há muita gente a colocar online informação, inclusive os seus sons", explica Jordi.

São cada vez mais os observadores de aves que chegam a Portugal e ao Algarve em particular vindos de várias partes da Europa, muitos deles só para observar determinado pássaro. Um mercado de turismo que está a crescer e que tem o seu ponto alto no Festival de Observação de Aves, em Sagres, que se realiza sempre nos finais de setembro, princípios de outubro de cada ano. Muitas pessoas deslocam-se de propósito apenas para observar o caimão, que é característico desta zona, ou a pega azul, que só se avista igualmente no Japão.

Por enquanto a aplicação só tem as aves avistadas no continente, mas quer alargar o seu âmbito à Madeira e Açores, e depois a toda a Península Ibérica.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de