Depois de um robô que limpa florestas, Governo lança novo concurso para startups

Iniciativa pretende premiar produtos e serviços que contribuam para a concretização de pelo menos um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, como a aposta nas energias renováveis ou a erradicação da pobreza.

A poucos meses de ser conhecido o novo Simplex, a InovAP - Feira da Inovação para a Administração Pública junta startups com produtos e serviços inovadores para dar resposta às necessidades do setor público.

Ouvido pela TSF, o secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro, explica que na iniciativa promovida pela Agência para a Modernização Administrativa e pela StartUP Portugal há 44 startups que podem vir a ser adotadas nos serviços do Estado: "Por exemplo, uma empresa de engenharia especializada no planeamento, acompanhamento e controlo de obras, e outra que desenvolveu algoritmos para o controlo da poluição nas cidades."

Luís Goes Pinheiro nota que a vantagem da mostra é disponibilizar ferramentas que podem servir de inspiração ou ser adquiridas por parte das entidades públicas.

Concurso para startups

Além da InovAP, que decorre na Portugal eHealth Summit, a cimeira de inovação e saúde que termina esta sexta-feira em Lisboa, o Governo lança, esta quinta-feira, o GovTech, um concurso para produtos e serviços de startups que respondam a pelo menos um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para transformar o mundo até 2030: Erradicar a Pobreza, Erradicar a Fome, Saúde de Qualidade, Educação de Qualidade, Igualdade de Género, Água Potável e Saneamento, Energias Renováveis e Acessíveis, Trabalho Digno e Crescimento Económico, Indústria, Inovação e Infraestruturas, Reduzir as Desigualdades, Cidades e Comunidades Sustentáveis, Produção e Consumo Sustentáveis, Ação Climática, Proteger a Vida Marinha, Proteger a Vida Terrestre, Paz, Justiça a Instituições Eficazes, Parcerias para a Implementação dos SDG.

O secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa admite que o objetivo é encontrar protótipos funcionais e não apenas ideais.

As candidaturas decorrem até 31 de maio e podem ser submetidas no site do GovTech . A votação do júri e do público decorrerá entre junho e agosto. Depois de escolhidas seis finalistas, o júri irá nomear as três ideias vencedoras e, no final, cada uma vai receber 30 mil euros e uma presença assegurada na Websummit.

No último ano, o prémio foi para um robô que limpa florestas, um biomaterial adesivo para uso médico e um modelo de cultivo de uma planta alternativa ao sal.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de