Furacão Leslie

IPMA coloca 13 distritos em aviso laranja

Furacão Leslie está a caminho de Portugal continental e deve atingir a zona entre Sines e a Figueira da Foz ao início da noite. Na Madeira, não há até ao momento registo de danos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou treze distritos de Portugal em alerta laranja devido à passagem do furacão Leslie por território nacional.

Na Madeira, há chuva e vento forte mas até ao momento o furação Leslie não causou estragos no arquipélago. A rajada mais forte foi de 112 quilómetros por hora, registada ao inicio desta manhã de sábado.

O Diário de Noticias da Madeira conta que apesar do alerta vermelho, as corporações de bombeiros da Madeira e Porto Santo não registaram, até ao momento, qualquer ocorrência relacionada com o temporal. Este facto está relacionado com uma mudança de trajetória do furacão como explicou à TSF o meteorologista Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Ainda assim, o aeroporto da Madeira está fechado e mantém-se o nível de prevenção máxima.

Depois da Madeira, o furação dirige-se para o continente português, onde deve chegar "já como depressão pós-tropical", com chuva forte e rajadas de vento "com força de furacão" que poderão ocorrer entre o Cabo Mondego e o Cabo de Sines.

Previsão da tragetória do furacão Leslie feita pelo NOAA

O meteorologista Bruno Café esclarece que o centro do furacão deverá atingir a costa portuguesa na noite de sábado para domingo "mas os seus efeitos fazem-se sentir já a partir do final da tarde de sábado".

O distrito de Lisboa será o primeiro a enfrentar a fúria do Leslie, embora a previsão possa ainda sofrer alterações nas próximas horas. O vento e a chuva vão também causar problemas nas zonas costeiras, como alerta o meteorologista Bruno Café.

Face às previsões meteorológicas, a ANPC alerta para a possibilidade de cheias, queda de árvores, estragos em estruturas suspensas ou montadas, piso escorregadio e formação de lençóis de água nas estradas.

  COMENTÁRIOS