Mais de 100 municípios portugueses apagam as luzes durante a Hora do Planeta

A iniciativa mundial que pede para se apagarem as luzes em nome da sustentabilidade, espera chegar a mais de 100 localidades portuguesas e a alguns monumentos nacionais.

Promovida pela organização internacional WWF, a 10.ª edição da Hora do Planeta vai decorrer este ano entre as 20:30 e as 21:30.
O mote este ano é "ajuda a alterar as alterações climáticas".

Ângela Morgado, responsável pela WWF Portugal , explicou à TSF que se trata de "uma ação meramente simbólica para convencer as pessoas" a adotarem "comportamentos mais sustentáveis". Acrescenta que "todos os dias é possível fazer alguma coisa. Andar mais a pé, viajar de transportes públicos ou não utilizar sacos de plástico", são apenas alguns exemplos.Esta

noite no Parque Eduardo VII, em Lisboa haverá um espetáculo à luz das velas com as cantoras Carminho e Sara Tavares.

Segundo a agência Lusa, Mosteiro dos Jerónimos, Cristo Rei, Torre de Belém, Palácio Nacional da Pena, Palácio Nacional de Sintra, Palácio de Monserrate, Castelo de S. Jorge, Museu da Eletricidade, Muralhas de Miranda do Douro, Castelo de Porto de Mós, Monumento dos ex-Combatentes do Ultramar de Santa Comba Dão, Castelo e Igreja dos Agostinhos, em Vila Viçosa, Muralhas de Serpa, Ponte de São Roque e Torre de Menagem, em Chaves, ou Mosteiro de S. Dinis, em Odivelas, são alguns dos monumentos que vão estar às escuras este sábado.

No ano passado aderiram à Hora do Planeta 115 municípios portugueses. Angela Morgado acredita que o número este ano será superior.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de