Autarcas de Lisboa e Porto solidários com taxistas

Os presidentes da câmara prometem interceder junto do Governo no caso dos táxis contra a Uber. Os protestos acabaram no Porto e em Faro. Em Lisboa, taxistas vão ser ainda recebidos no parlamento.

Os dirigentes das associações representativas dos taxistas ficaram satisfeitos com o resultado da reunião com o presidente da câmara de Lisboa.

Carlos Ramos, da Federação Portuguesa do Táxi, diz que Fernando Medina "comprometeu-se a transmitir ao senhor ministro [do Ambiente] a sua preocupação, porque também para o presidente da câmara, a Uber desenvolve uma atividade ilegal, a forma como os serviços são prestados através da plataforma da Uber são ilegais e ficamos convictos que o presidente da câmara assim irá proceder junto do senhor ministro".

Carlos Ramos, da Federação Portuguesa do Táxi, saiu satisfeito do encontro com o autarca de Lisboa

00:0000:00

À saída da câmara municipal de Lisboa, Florêncio Almeida, da Associação Nacional de Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), acrescentou que "o presidente transmitiu-nos que está completamente solidário com a nossa luta, que é mais que justa, e que vai fazer um comunicado de imprensa precisamente a dizer aquilo que ele nos transmitiu".

No final da reunião com Fernando Medina, os taxistas seguiram em direção à Assembleia da República, onde já chegaram, quatro horas depois do início do protesto, e vão ser recebidos pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

Enquanto isso, no Porto os taxistas dizem ter recebido palavras de apoio de Rui Moreira. José Monteiro, vice-presidente da ANTRAL, garante que o autarca está solidário com o setor e promete defender as preocupações dos taxistas junto da tutela.

José Monteiro, vice-presidente da ANTRAL, diz que Rui Moreira está solidário com os taxistas

00:0000:00

Sobre o protesto no Porto, José Monteiro faz um balanço positivo e diz que veio mostrar que os taxistas não vão desistir da luta contra a Uber.

O encontro aconteceu no final de uma marcha lenta que se iniciou cerca das 09:30 junto ao Castelo do Queijo e terminou na Avenida dos Aliados. Também em Faro já terminou o protesto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de