Agricultura chegou a Portugal pelo Mar Mediterrâneo

Estudo genético agora publicado revela como chegou à Península Ibérica uma das principais revoluções culturais e tecnológicas.

Um estudo genético da população que vive hoje em Portugal e Espanha, feito por investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto, chegou à conclusão que a agricultura chegou à Península Ibérica mais cedo do que se pensava e através do Mar Mediterrâneo.

Cai assim por terra uma teoria antiga que dizia que a agricultura, uma das mais importantes revoluções culturais e tecnológicas da pré-história, tinha chegado ao extremo Ocidental da Europa por via terrestre e pela Europa Central.

O trabalho agora publicado na revista Proceedings of the Royal Society B analisou o DNA das populações atuais e traçou o percurso feito há cerca de 8 mil anos, no Neolítico, por um pequeno grupo vindo do Médio Oriente.

A coordenadora do trabalho, Luísa Pereira, explica como usaram a genética para chegar a estas conclusões

00:0000:00

O movimento migratório que trouxe a agricultura até à Ibéria nasceu afinal de um grupo com origem no Médio Oriente (onde nasceu a agricultura e a domesticação dos animais), que passou por mar até Itália, misturou-se com a população local e rapidamente se estendeu por mar para Oeste até ao território atual de Espanha e Portugal. Na prática, foi esta chegada da agricultura que levou os povos da Ibéria a deixarem de ser caçadores recoletores.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados