Sociedade

Investigadores portugueses estão a criar robô "treinador pessoal" para idosos

Chama-se "Vizzy", o robô que está a ser criado por investigadores portugueses para motivar os idosos a fazer exercício físico e ajudar pacientes com necessidades de reabilitação. O projeto, que termina em 2018, envolve investigadores nacionais e norte-americanos.

O objetivo deste projeto é a criação de um robô de aspeto antropomórfico capaz de interagir com os idosos do ponto de vista lúdico e também a nivel terapeutico.

Em declarações à TSF, Alexandre Bernardino, coordenador desta investigação, diz que o "Vizzy" é uma especíe de " personel treiner" que terá um programa de exercícios que deverá ser controlado por clínicos ou terapeutas que estejam a acompanhar a pessoa".

Nesse sentido, o robô deverá ensinar exercícios físicos, promover atividades de fisioterapia e aplicar "técnicas de motivação, de chamada para o jogo, de controlo dos tempos do jogo e das dificuldades do jogo", ao mesmo tempo que monitoriza as respostas fisiológicas.

Alexandre Bernardino acrescenta ainda que o robô pode ser móvel ou estático , pode ser utilizado em casa, num lar, ou numa clínica.

O robô "personel trainer" é financiado pelo Programa Carnegie Mellon Portugal e está a ser desenvolvido pelo Instituto de Sistemas e Robótica, do Instituto Superior tècnico e envolve universidades e empresas nacionais.