Ciência

Teoria da Relatividade Geral: Uma "fórmula simples" que resistiu ao tempo

A famosa teoria de Albert Einstein faz 100 anos esta quarta-feira. O físico Carlos Fiolhais diz que é uma oportunidade para celebrar "o triunfo do espírito humano e a capacidade para perceber o universo".

Carlos Fiolhais, professor do Departamento de Física da Universidade de Coimbra, diz que ainda ninguém conseguiu apontar qualquer erro à famosa teoria de Einstein. "Faz 100 anos como nova. Resistiu um século e isso não é fácil porque houve muita gente a tentar derrubá-la".

PUB

Carlos Fiolhais usa três adjetivos para caracterizar a Teoria da Relatividade Geral: simples, sólida e bela. O professor admite que não é fácil transmitir a ideia de beleza de uma "teoria que tem uma base matemática, mas conseguir meter o mundo todo numa equação simples é algo belo e é sólida porque aguentou este tempo todo".

Com a teoria apresentada no dia 25 de novembro de 1915 na Academia de Ciências da Prússia Einstein estabeleceu uma nova relação entre o espaço, o tempo, a matéria e a energia. "No tempo de Newton olhava-se para o espaço e o tempo como cenários e eram um palco onde tudo decorria. As estrelas e os astros eram atores nesse palco. O que Einstein diz é que os atores mudam o palco. Só a presença dos atores faz com que a situação à volta se altere".

Carlos Fiolhais diz que a teoria apresentada há um século por Einstein não originou muitas aplicações práticas, o GPS talvez seja a mais conhecida, mas representa "o triunfo do espírito humano e da sua capacidade para perceber o universo".