Não deve desperdiçar a próxima Super Lua. Saiba porquê

Super Luas há muitas. Só neste outono são três ao todo. Mas há quase 70 anos que não havia uma tão brilhante como a que vai acontecer a 14 de novembro.

Segundo as contas feitas pelo El Mundo, a lua nunca esteve tão próxima da terra desde 1948. Neste 14 de novembro, vamos poder vê-la 14% maior e 30% mais luminosa. Ela só voltará a estar tão próxima da terra em 2034.

Mas se, por alguma razão, não conseguir presenciar o fenómeno, não desanime. Como lembra o Observatório Astronómico de Lisboa, neste outono todas as luas cheias são super luas. A primeira foi a 16 de outubro, a próxima vai ser a 14 de novembro e a de dezembro calha também no dia 14.

Mas o que é afinal uma Super Lua? O Observatório explica: "Fala-se em Super Lua sempre que o instante de Lua Cheia ocorre quando a Lua está a uma distância da Terra inferior a 110% do perigeu da sua órbita. Em termos temporais, isto significa que a diferença entre os instantes de Lua Cheia e do perigeu é menor do que 1 dia e 8 horas. Segundo esta definição é possível ocorrer uma Super Lua frequentemente, mas nem todas terão o mesmo tamanho e brilho aparentes".

Uma vez que a lua fica próxima do horizonte, parece maior. Mas isso... é apenas uma ilusão de ótica.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados