"Se não criares o futuro, alguém vai dar-te um e talvez não vás gostar dele"

Martin Wezowski, do gabinete de inovação da SAP, foi um dos oradores do SAP NOW LISBOA, onde, além dos debates sobre inovação e empresas inteligentes, foram anunciadas algumas parcerias.

"Eu espero que as pessoas abram bem os olhos para a velocidade a que o futuro se está a aproximar. Em segundo lugar, que abram os olhos para o facto de estarem a criar esse futuro. Se não criares o futuro, alguém vai dar-te um e talvez não vás gostar dele, portanto, vamos criá-lo juntos".

O aviso é feito, em entrevista à TSF, por Martin Wezowski, designer-chefe e futurista da SAP, que passou por Portugal para participar no SAP NOW LISBOA, onde falou sobre temas como tecnologia, inovação, revolução digital ou a importância de "projetar o futuro em que todos queremos viver".

"Design a Future we all want to live in" foi o título da palestra que o responsável pelo gabinete de Inovação da SAP proferiu, esta terça-feira, no Auditório do Centro de Congressos do Estoril, onde lembrou que a tecnológica é uma empresa que "está relacionada com a maioria das transações que são feitas neste planeta" e que tem uma "grande responsabilidade" para que, no trabalho, as pessoas tenham "mais tempo de qualidade".

"O que nós queremos é criar valor para que o trabalho chegue a um patamar mais elevado, portanto, trabalho repetitivo, até trabalho aborrecido ou que sentimos que é mundano e desnecessário, pode ser automatizado para que se possa criar valor sobre aquilo que é o resultado final", afirma Martin Wezowski.

Durante a manhã, o evento ficou ainda marcado pela palestra de Tom Raftery, vice-presidente da SAP, futurista e evangelista de IoT, que falou sobre o que virá "daqui a 10 anos", mas também por alguns anúncios de parcerias, como é o caso da parceria entre a SAP, a Altice Portugal e a Accenture para criação de um programa que permita a "aceleração da transformação digital nas empresas portuguesas".

"O que fizemos foi certificar o 'data center' da Altice [na Covilhã] para poder fazer parte da rede de 'data centers' da SAP, na sua 'cloud' privada. Ou seja, um cliente que queira utilizar a nossa solução de ERP em 'cloud' e que queira ter os dados em Portugal pode utilizá-la e ter os dados no 'data center' da Altice", explicou à TSF Luís Urmal Carrasqueira, diretor-geral da SAP Portugal, que acrescenta: "A Accenture está a trabalhar com a Altice para criar uma oferta de valor acrescentado para acelerar essas migrações".

Outra das novidades dadas a conhecer durante o encontro foi o reforço da parceria entre a SAP e a Universidade NOVA (NOVA IMS - Information Management School) através da integração de uma nova disciplina baseada em SAP no programa das licenciaturas de Gestão de Informação e Sistemas e Tecnologias de Informação da NOVA IMS.

Foi também anunciado o lançamento da nova pós-graduação para executivos em "Digital Innovation for Business", numa parceria entre a SAP, a NOVA IMS e a Accenture.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de