Cuidado! Há pontos na carta de condução (e mais 4 notícias desta manhã)

Amanhã há novas regras para a carta de condução - e o Governo avisa que o sistema vai ser muito mais rigoroso. O PS já cede nas 35 horas. E mais 3 notícias, para começar o dia bem informado com a TSF.

A carta de condução vai espanholizar-se. Há uns anos, o país vizinho introduziu a carta por pontos - e há cerca de um ano o Executivo PSD/CDS e o PS (na oposição) entenderam fazer o mesmo. O sistema entra amanhã em vigor e o novo Governo já vai avisando que vão ser apreendidas muito mais cartas do que acontecia até agora (em seis anos foram apenas 35, como explica o secretário de Estado ao Nuno Guedes).

Se quiser ficar já com uma noção sobre como tudo vai funcionar, o melhor será ouvir ou ler o que diz aqui o Joaquim Ferreira. Para seu descanso, em Espanha a adaptação foi bem fácil, garante o Afonso de Sousa.

Mais um passo como Espanha: António Costa esteve ontem à noite reunido com empresários e explicou-lhes que está empenhado em fazer como fez Espanha: criar o famoso veículo financeiro, para ajudar a banca a financiar a economia (mesmo que as regras tenham mudado entretanto). Costa promete tirar o mecanismo de resolução do Banco de Portugal e um défice abaixo de 3% (sem referir o objetivo dos 2,2% que está no Orçamento). Para ouvir aqui. E, caso procure mais contexto, lembrar o que disse ontem Centeno e também Teixeira dos Santos.

Menos horas de trabalho a caminho. Não, não é à espanhola neste caso. É mesmo a lei das 35 horas que parece avançar finalmente, com um ligeiro recuo do PS. Os socialistas deixaram cair a data limite de 31 de dezembro para entrar em vigor a lei, como foi assinalado pelo Jornal de Negócios, abrindo espaço às pretensões do PCP e BE. Falta saber exatamente como. O diabo está sempre nos detalhes.

Uma notícia surpreendente: Portugal tem um total estimado de 12.800 "escravos modernos" numa população de quase 10,4 milhões de habitantes, segundo o relatório da fundação australiana Walk Free, hoje divulgado. Está aqui a notícia.

Na bola, e dez anos depois, o Tribunal Administrativo de Lisboa considerou nulo um do Conselho de Justiça da FPF, que condenou o Gil Vicente a descer à II Liga. Resultado? O clube terá de voltar à primeira liga. E pode reclamar uns bons milhões de indemnização.

Há também a confirmação oficial no F.C. do Porto: Peseiro sai, Nuno entra.

PARA LER E OUVIR

Há um novo livro de Hélia Correia - e a Sofia Morais tem umas pistas.

Há também um novo Prémio Camões, desta vez para um brasileiro.

Deixo-lhe também fotos felizes: estas são as melhores fotografias de noivado do ano (e são lindas a condizer com o momento).

A terminar deixo-lhe a Zona Global de ontem à noite, com música de Rui Massena.

Tenha um bom dia, passe por nós - no fim da rua ou no fim do mundo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de