BE quer explicações do ministro da Educação. "Governo não pode fazer chantagem"

O Bloco de Esquerda quer ouvir as explicações de Tiago Brandão Rodrigues no Parlamento. À TSF, a deputada Joana Mortágua considera que a forma como o ministro saiu das negociações com os sindicatos "é lamentável e inaceitável".

O Bloco considera que não é aceitável que o Governo faça "chantagem" com os sindicatos dos professores e quer ouvir as explicações do ministro da Educação no Parlamento. As negociações falharam depois de o Governo ter determinado que o tempo de serviço congelado não vai ser contado na totalidade para a progressão das carreiras.

À TSF, a deputada do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, defende que "a forma como o ministro sai destas negociações é lamentável e inaceitável".

"Há uma lei do Orçamento do Estado que diz que o Governo tem de negociar com os sindicatos o tempo e o modo da recuperação do tempo de serviço", lembra.

O Bloco não entende esta decisão do ministro e, por isso, pede explicações urgentes no Parlamento. "O Governo não pode fazer uma chantagem deste tipo", considera Joana Mortágua.

"Não estamos a falar de uma impossibilidade orçamental; é uma teimosia do Governo, que entrou numa negociação com uma proposta inaceitável, com base em chantagem e agora quer culpar e castigar todos os professores pelo facto de não querer negociar com o sindicato uma recuperação faseada mas integral do tempo de serviço dos professores".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados