Aquilino Ribeiro dá nome a escola e inspira alunos na leitura

Em Viseu, foi inaugurada esta sexta-feira a nova Escola Aquilino Ribeiro que vai receber 334 crianças do Ensino Básico e do Pré-escolar e que passam a contar com o Mestre das Terras do Demo como patrono e também como leitura.

Nos 130 anos do nascimento, Aquilino Ribeiro volta a entrar nos livros da escola.

"Havia três dias e três noites que a Salta-Pocinhas - raposeta matreira, fagueira, lambisqueira - corria os bosques, farejando, batendo mato, sem conseguir deitar a unha a outra caça nem atinar com abrigo em que pudesse dormir um soninho descansado".

A fábula é de Aquilino Ribeiro que deu nome à mais nova escola de Viseu e que "também vai colorir o quotidiano dos alunos", revela Luís Belo, o ilustrador que transpôs o livro para as paredes da escola.

Na fachada, biblioteca e salas de aulas, os estudantes podem encontrar as personagens deste escritor e "vão também aprender a ler Aquilino Ribeiro".

Conceição Santos, coordenadora da escola, adianta que os alunos "irão ler o escritor, fazer pesquisas e aprender a conhecer um autor nem sempre fácil mas cujo modo de escrever, com regionalismos e arcaísmos, faz parte da identidade da região".

A nova Escola Aquilo Ribeiro custou dois milhões de euros.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de