Escolas podem fechar por algumas horas por falta de funcionários

Filinto Lima, da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, teme que cada vez mais estabelecimentos de ensino fechem portas por falta de funcionários.

Os diretores escolares temem que a falta de funcionários não docentes obrigue cada vez mais escolas a fecharem durante algumas horas do dia. O fenómeno já aconteceu em algumas escolas no primeiro período do ano letivo, mas deve agravar-se no segundo período.

O alerta é feito pela Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP) que admite que o atual Governo já colocou muitos funcionários nas escolas, mas não há notícia de novas contratações para tão cedo. Filinto Lima, da ANDAEP, fala numa situação "dramática" de falta de recursos humanos.

A ANDAEP aplaude que o Governo tenha anunciado, no último fim de semana, a contratação de mais 450 enfermeiros para o serviço público de saúde, mas pede atenção igual para a educação, onde os problemas também são graves.

Além das centenas de baixas médicas sem substituição, os diretores dizem que há muitos funcionários não docentes que se reformam e não são substituídos, agravando, ainda mais, o problema para este segundo período do ano letivo.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de