Educação

Professores avançam para greve em março

Após nova ronda negocial com o governo os sindicatos decidiram avançar para a paralisação.

Os professores vão avançar para uma greve entre os dias 13 e 16 de março.

O protesto decorrerá faseadamente, por regiões e é convocado por 10 estruturas sindicais, incluindo a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE).

Os sindicatos já tinham ameaçado fazer greve se o Ministério da Educação não manifestasse disponibilidade para cumprir o compromisso estabelecido.

Na altura, Mário Nogueira disse que a nova ronda negocial de 14 e 15 de fevereiro era "a oportunidade que o Ministério tem de mostrar que está de boa fé nas negociações e disponível para aceitar a declaração de compromisso", que tinha sido assinada em novembro.

Os sindicatos dizem que o governo ainda não apresentou propostas sobre matérias como a recuperação de tempo de serviço, a aposentação e os horários de trabalho e que avançou com uma proposta "extremamente negativa" em relação ao reposicionamento da carreira.