"Milhares de alunos estão a ter uma avaliação fraudulenta"

Sindicato de Todos os Professores (S.T.O.P.) diz ter provas de que os alunos estão a ser prejudicados.

O Sindicato de Todos os Professores (S.T.O.P.) garante que tem provas de avaliações fraudulentas em algumas escolas da grande Lisboa e da Beira Interior.

A Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP) garante que os professores cumpriram o prazo dado pelo Ministério da Educação para finalizar as avaliações dos alunos , mas André Pestana fala em fraude.

"Isto é muito grave. Milhares de alunos não estão a ter uma avaliação digna, milhares de alunos estão a ter uma avaliação fraudulenta", denuncia o dirigente do S.T.O.P. em declarações à TSF.

André Pestana fala em casos em que as escolas estão a passar notas do segundo período para o terceiro "automaticamente" e de "milhares de atas" onde se pode ler que não estavam reunidas as condições devidas para as reuniões de avaliação.

"Os alunos estão a ser prejudicados, os encarregados de educação devem reclamar", considera o sindicalista, que diz ter nas atas e pautas provas concretas do que está a acontecer.

O Ministério da Educação quis que as pautas saíssem "de qualquer forma", mesmo que "desrespeitem totalmente o trabalho dos alunos".

Contactado pela TSF, o ministério da Educação escusa-se, para já, a comentar estas acusações.

Também a Fenprof e a FNE (Federação Nacional da Educação) recusaram comentar o caso.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de