Secretária de Estado promete visita surpresa às cantinas das escolas

Alexandra Leitão abriu o gabinete a um grupo de alunos que apresentou várias reclamações sobre o estado das escolas.

A secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, anunciou esta manhã que em breve irá almoçar de surpresa na cantina de uma escola a definir, para verificar a qualidade da alimentação que ali é servida.

A governante fez o anúncio em resposta a uma criança que esta manhã visitou o ministério integrada num grupo de 25 alunos das escolas Agostinho da Silva (Sintra), António verney (Lisboa), Agrupamento de escolas de Palmela e do Centro Social São Maximiliano Kolbe (Lisboa).

Durante uma 'conferência de imprensa' onde os pequenos, com idades dos 5 aos 18 anos, foram convidados a fazer perguntas a Alexandra Leitão, a aluna referiu gostar da comida da escola mas queixou-se do excesso de gorduras no prato: "Gosto muito da comida da escola, mas às vezes apanho gorduras e gostava que não houvesse dessas coisas", disse.

Na resposta, Alexandra Leitão reconheceu que o tema das refeições nas escolas é uma "grande, grande preocupação" do ministério e prometeu um almoço surpresa numa escola para fiscalizar o modo como a comida é confecionada, sejam por empresas ou por cozinheiros das escolas.

"Vou contar-vos um segredo (...) um dia destes, não vou dizer nem quando nem onde, eu vou almoçar a uma escola e depois vamos ver o que é que acontece. Vai ser engraçado, garanto-vos que vai ser engraçado!", antecipou a governante.

Além do problema das refeições, Alexandra Leitão prometeu também prestar atenção a outras reclamações que os alunos apresentaram: "frio nas salas" de aula, insegurança "dentro e fora da escola", peso excessivo das mochilas escolares, "vidros partidos" e necessidade de obras mais profundas nalguns espaços.

Das crianças de menor idade, a secretária de estado ouviu pedidos como "escorregas com voltinhas" e até "uma piscina" para o recreio da escola.

A visita à sede do ministério da Educação insere-se nas comemorações do Dia Universal dos Direitos das Crianças, que a UNICEF hoje assinala.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de