Taxa de abandono escolar nunca foi tão baixa

A taxa de abandono escolar situou-se, no último ano, nos 12,6%, o valor mais baixo desde 1992, quando começou a ser feito este registo.

Segundo os dados anunciados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de abandono precoce de educação e formação teve uma redução de 1,4 pontos percentuais, fixando-se nos 12,6% em 2017, por comparação com os 14% de 2016. Trata-se do valor mais baixo desde que há registo (os primeiros dados são referentes a 1992).

O abandono escolar é mais comum nos rapazes, que representam 15,3% dos casos, do que nas raparigas, com 9,7%.

Num comunicado divulgado pelo Ministério da Educação, a tutela congratula-se pelos resultados. "A consistente descida da taxa de abandono escolar precoce ao longo das últimas décadas, com oscilações mínimas, é motivo de satisfação para todos", lê-se no comunicado.

O Ministério afirma-se ainda empenhado na total erradicação do abandono escolar, "que deve permanecer um objetivo central das políticas públicas de educação", apontando várias medidas desenvolvidas para o efeito, como a criação de tutorias, a implementação de programas nacionais e municipais de sucesso escolar, a flexibilidade curricular e o reforço do Ensino Profissional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de