Ex-vereador de António Costa para a mobilidade arrasa mudanças na Segunda Circular

Nunes da Silva, especialista em transportes e antigo responsável da mobilidade em Lisboa diz que propostas para a Segunda Circular vão trazer o caos ao trânsito em toda a cidade. Projeto é "surreal". O atual vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, já reagiu.

O antigo vereador da Câmara de Lisboa, com o pelouro da Mobilidade entre 2009 a 2013, na presidência de António Costa, classifica como "surreais" as mudanças anunciadas pela autarquia para a Segunda Circular.

Nunes da Silva, que também é especialista em transportes e professor catedrático do tema no Instituto Superior Técnico, vai mais longe e prevê que aquilo que se fará nesta estrada vai levar os condutores a fugirem para outras vias da cidade, levando o trânsito da capital a ficar ainda mais caótico.

Em declarações à TSF, o antigo vereador que hoje se demite do cargo de deputado da Assembleia Municipal para onde foi eleito pelas listas do PS como independente do grupo Cidadãos por Lisboa, fala numa grande operação "de cosmética" para chamar a atenção da comunicação social e esconder "as asneiras que se estão a fazer no resto da cidade".

Do ponto de vista técnico, Nunes da Silva diz que o projeto é "surreal" e o maior problema será a retirada de uma via em cada sentido para fazer um separador central verde com pistas cicláveis.

Na prática, o especialista projeta que, "à boa maneira portuguesa, todos os atalhos vão ser usados para fugir daquilo, piorando o trânsito em zonas da cidade que hoje estão bem".

O antigo vereador critica ainda a redução da velocidade máxima de 80 para 60 quilómetros por hora, no que classifica como "um disparate completo". "Basta ir a Madrid para ver como as velocidades são variáveis, pois é óbvio que em hora de ponta 60 é muito, mas de madrugada não faz sentido a não ser que queiram caçar multas", afirma.

Sobre a plantação de árvores, Nunes da Silva explica que é preciso olhar para o que se passa na Avenida da Liberdade, onde as árvores que hoje existem criam uma espécie de túnel que provoca uma concentração dos poluentes que dificulta a dispersão pela atmosfera.

Contactado pela TSF, o vereador Manuel Salgado diz que ficou surpreendido com a renuncia de Nunes da Silva e não entende os motivos.

Manuel Salgado está surpreso com a decisão de Nunes da silva

00:0000:00

Quanto às criticas feitas por Nunes da Silva, Manuel Salgado diz que elas que são facilmente contestadas acrescentando que sempre pensou que o plano para a Segunda Circular teria o acordo do antigo vereador.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG