Governo não vai pedir à Web Summit que retire convite a Le Pen

A organização do evento afirmou que retiraria o convite à líder da Frente Nacional se o Governo português fizesse um pedido nesse sentido. O executivo garante que isso não vai acontecer.

Se depender do Governo, Marine Le Pen vem mesmo a Portugal. O ministério da Economia informa que não vai pedir à organização do Web Summit que retire o convite a Marine Le Pen para participar no evento em novembro.

De acordo com uma nota enviada à TSF, o Governo sublinha que "estando, pelo seu impacto, empenhado no acolhimento deste evento privado, não tem, como em outros eventos, intervenção na seleção de oradores".

Neste comunicado, o executivo acrescenta que se trata de "um fórum alargado de discussão de tendências de mercado, cujo alinhamento - oradores e programa - é da exclusiva responsabilidade da organização".

Na segunda-feira, a SOS Racismo exigiu a retirada do convite à líder da Frente Nacional francesa. O Bloco de Esquerda juntou-se às críticas na terça-feira e pediu a intervenção do Governo português. Os bloquistas contestam que Le Pen, dirigente da Extrema Direita francesa, participe num evento com financiamento público.

A organização do Web Summit garantiu, entretanto, que estava disponível para retirar o convite, caso o Governo o desejasse, mas o ministério da Economia vem agora confirmar que não vai intervir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de