Greves do Metro de Lisboa marcadas para esta semana foram desconvocadas

Trabalhadores do Metro de Lisboa tinham duas greves parciais marcadas para esta semana.

A Fectrans revelou, esta segunda-feira, à TSF que as greves parciais agendadas para as próximas terça e quinta-feira (6 e 8 de novembro) foram suspensas.

Após uma reunião com o Conselho de Administração da empresa, os trabalhadores aceitaram a proposta feita, o que levou à desmarcação das duas paralisações.

"Ontem, no último esforço, reunimos com o Conselho de Administração, apresentaram-nos uma proposta final e hoje trouxemos aos trabalhadores. No fundamental [a proposta] contemplava aquilo que sempre afirmámos e, neste sentido, e por uma larga maioria, os trabalhadores votaram favoravelmente a proposta e vamos suspender as greves dos próximos dias 6 e 8 de novembro", avançou Anabela Carvalheira, dirigente sindical da Fectrans, à TSF.

A sindicalista explicou que, por parte do Conselho de Administração, "compreenderam e foram sensíveis aos nossos argumentos e entenderam ser acertado fazer a prorrogação da vigência por mais um ano".

A greve em causa iria levar à paragem do metro entre as 06h00 e as 09h00 em dois dias desta semana, numa altura em que Lisboa recebe o Web Summit.

Os trabalhadores justificavam este protesto com a discordância com a proposta de atualização salarial plurianual de 24,50 euros para os anos de 2018 e 2019, apresentada aos representantes sindicais pelo conselho de administração da empresa.

A conferência internacional de tecnologia realiza-se na capital portuguesa entre os dias 5 e 8 de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de