Venezuela: há 18 mil empregos para quem regressar a Portugal

Crise na Venezuela afeta cada vez mais emigrantes e lusodescendentes. Portugal está disponível para ajudar, assegura José Luís Carneiro.

A garantia é do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro: os portugueses e lusodescendentes a viver na Venezuela que queriam regressar a Portugal terão à sua espera um emprego.

Há 18 mil oportunidades de emprego para todos aqueles que queiram regressar ao país de origem ao abrigo do programa "ISP Venezuela".

Ouvido pela jornalista Gabriela Batista, José Luís Carneiro diz que também no campo da saúde há apoios disponíveis.

Ao apoio que tem vindo a ser prestado ao nível do fornecimento dos medicamentos, há uma porta aberta em Portugal para os doentes oncológicos e renais que procurem tratamento.

José Luís Carneiro, de visita à Venezuela, diz que desde julho encontra mais emigrantes com interesse em regressar a Portugal do que em visitas anteriores.

Sobre o caso do engenheiro português assassinado em Caracas por vários homens armados com motivos ainda por precisar, o secretário de Estado diz estar a par do caso e diz-se disponível para apoiar a família.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de