Incêndio violento afeta serra de Sintra e Cascais

Um incêndio na serra de Sintra deflagrou na Peninha, às 22:50 de sábado e alastrou ao concelho de Cascais. Vento de 100 km/h propagou as chamas. Perto de meia centena de pessoas retiradas de casa.

Pelo menos 713 bombeiros e 210 meios combatem o incêndio que às 05:35 ainda estava longe de estar circunscrito. O fogo progride em direção à Malveira da Serra e provocou ferimentos ligeiros em dois bombeiros, afetou uma casa de habitação e obrigou à retirada de 47 pessoas de casa.

O fogo queima mato nos concelhos de Sintra e Cascais está a avançar para sul tendo obrigado já à evacuação das localidades de Almoínhas, Figueira do Guincho, Biscaia e ainda o Parque de Campismo da Areia.

A zona do convento da Peninha situa-se no perímetro do Parque Natural de Sintra-Cascais, numa área muito exposta aos ventos marítimos.

"Aguardemos pelas próximas horas, que de facto a previsão é de moderação do vento e que isso venha também a ajudarmos num efetivo e total combate à situação que ainda está a decorrer", disse Carlos Carreiras aos jornalistas cerca das 05:00.

O incêndio "não está ainda controlado", prosseguiu o presidente da Câmara de Cascais, mas as autoridades esperam que isso aconteça "dentro de algumas horas".

"Aguardar que o vento modere porque tem sido o grande inimigo nesta operação não só pela intensidade, mas também por via das mudanças frequentes de direção e isso tem sido a grande adversidade que temos sentido no terreno", explicou.

Carlos Carreiras fez questão de deixar uma "palavra de agradecimento pela solidariedade demonstrada" ao ministro da Administração Interna, ao primeiro-ministro e ao Presidente da República que, garantiu, "ao longo de toda a madrugada têm estado em contacto e têm estado a informar-se e a manifestar todo o seu apoio quer do ponto de vista pessoal quer institucional".

"Nesse sentido há que registar esse acompanhamento dado pelos altos responsáveis da nação", enalteceu.

A primeira mensagem do autarca foi "uma palavra de serenidade e de reconhecimento a todos os cidadãos" que tiveram que sair das suas casas.

"A câmara estará aqui preparada para continuar a acompanhá-los nesta adversidade que nos assolou durante a noite. Todos os casos que foram do conhecimento foram acompanhados, estão a ser acompanhados e continuarão a ser acompanhados", prometeu.

Todos os elementos das forças de segurança e das forças de Proteção Civil receberam igualmente o agradecimento de Carreiras pela "forma muito profissional e muito competente" como "conseguiram conter um desastre maior".

"E aqui também beneficiando já da boa coordenação existente na prevenção que temos tido, na simulação de situações que vamos fazendo ao longo do ano e nesse sentido hoje mais uma vez se demonstrou que é absolutamente fundamental, não só as ações de prevenção na própria serra, mas também de coordenação entre todos os elementos", elogiou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de