Sismo

Actividade sísmica em São Miguel está a diminuir

Desde o início desta madrugada, foram registados mais de 50 sismos nos Açores mas nenhum deles foi sentido pela população.

A atividade sísmica na parte central de São Miguel, nos Açores, continua ligeiramente acima dos valores de referência, mantendo uma tendência decrescente, pontualmente perturbada por alguns picos de maior libertação de energia, anunciou esta terça-feira a Proteção Civil.

Em comunicado, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) refere que segundo o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), entre as 0h00 e as 8h00 locais (mais uma hora em Lisboa) de hoje foram registados apenas alguns eventos de magnitude inferior a 3 na escala de Richter, não havendo notícia de qualquer evento sentido esta terça-feira.

"A atividade sísmica na parte central da ilha de S. Miguel, mais concretamente entre as lagoas do Fogo e do Congro, continua ligeiramente acima dos valores de referência, mantendo uma tendência decrescente, pontualmente perturbada por alguns picos de maior libertação de energia", refere o comunicado divulgado esta manhã.

Em declarações à TSF, Maria Escuer, do departamento de atividade sísmica do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), no Faial, explicou que nenhum dos sismos desta manhã foi sentido.

A Proteção Civil açoriana adianta ainda que o último evento sentido foi registado às 19h27 locais (mais uma hora em Lisboa) de segunda-feira, com uma intensidade máxima II/III na escala de Mercalli Modificada na freguesia das Furnas.

Desde as 23h47 de domingo foram registadas várias centenas de microssismos com epicentro entre as lagoas do Fogo e das Furnas, na sua maioria de magnitude inferior a 3 na escala de Richter.

  COMENTÁRIOS