Sociedade

Um Atlas Improvável que explica a vida dos portugueses

Bruno Monteiro e Alberto Muñoz Céspedes, organizadores do livro "Portugal em falta. Atlas Improvável" estiveram na Manhã TSF, para uma conversa com Fernando Alves.

Um atlas com dados ilustrados sobre o quotidiano dos portugueses e a análise, em 30 artigos, feita por vários investigadores. É essa a proposta de Bruno Monteiro e Alberto Muñoz Céspedes, responsáveis por "Portugal em falta. Atlas Improvável", que chega às bancas esta quarta-feira.

O objetivo é mostrar "um país que não existe nos roteiros turísticos" e saldar "uma dívida com a gente comum do nosso país", explicam os organizadores do livro.

O Atlas inclui dados sobre o quotidiano dos portugueses, desde os poderes públicos, ao trabalho, aos espaços urbanos, à intimidade e às diferenças, entre outros.

São abordados desde os valores de lixo e de resíduos produzidos pelos portugueses, quantos foram atendidos nos centros de saúde, onde tem sido gasto o dinheiro e os números da evasão fiscal, as prestações sociais, dados sobre criminalidade, como será no futuro a relação entre as cidades e as serras e quem construiu os socalcos do Douro, por exemplo.

O livro inclui 30 artigos de académicos e investigadores, documentados por imagens de arquivos e ilustrados com fotografias de autor, e inclui ainda 10 infografias.

O atlas é editado pelo grupo editorial Santillana e é, a partir desta quarta-feira, vendido com o jornal Le Monde Diplomatique, mas também estará disponível nas livrarias por 12 euros.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

  COMENTÁRIOS