Política

Autarca estima meio milhão de euros de prejuízos na Praia de Faro

O ministro do Ambiente trouxe um pacote de 250 mil euros para gastar no litoral do Algarve mas, de visita à Praia de Faro, o presidente da câmara garantiu-lhe que, só ali, estimava que os prejuízos fossem de cerca de 500 mil euros.

Numa estimativa feita pelos serviços da autarquia, Rogério Bacalhau aponta para prejuízos na Praia de Faro da ordem do meio milhão de euros. O autarca pede um regime de exceção para avançar mais rápido com as obras para que elas não tenham que passar por concursos públicos ou pelo visto do Tribunal de Contas. O ministro Matos Fernandes replica que um regime de exceção só poderá avançar com o aval do Conselho de Ministros e pede ao autarca que inicie as pequenas obras que conseguir.

O ministro do Ambiente pretende que os autarcas do Algarve apresentem até ao início da próxima semana uma estimativa de todos os estragos provocados pelos temporais.

Em Portimão, na Praia dos Três Irmãos, Matos Fernandes anunciou que estimava em 250 mil euros o montante necessário para reconstruir os passadiços destruídos. Isilda Gomes, a presidente da câmara de Portimão, explicou ao governante que é preciso não esquecer que o Algarve contribui para 3% do PIB nacional e que terá que ser mantida a "qualidade de excelência das suas praias".