Carne de touro bravo e enguias no Porto Alto

A gastronomia ribatejana é uma dos fatores de atração do território vizinho do Tejo, pleno de tradições. A carne de touro bravo e as enguias, bem como o sável, na época, marcam presença destacada na ementa de um restaurante de cozinha tradicional no Porto Alto.

Porto Alto, localidade vizinha da lezíria, situada na margem esquerda do Tejo, em plena Reserva Natural do Estuário do grande rio ibérico, deve à privilegiada localização, em termos rodoviários, muito do crescimento alcançado.

Ainda hoje, apesar da construção de novas pontes sobre o Tejo e das respetivas autoestradas, Porto Alto mantém-se como movimentado local de passagem, uma vez que muitos condutores optam pelas estradas nacionais na procura de alternativas mais económicas.

À entrada de Porto Alto, vindo da reta do Cabo e de Vila Franca de Xira, surge uma rotunda, onde desemboca a avenida Mário Mendes Delgado. Artéria desafogada, destaca-se pelos edifícios de construção moderna. Num desses prédios, identificado por um pequeno telheiro, destaca-se o restaurante Chico do Porto.

A cozinha tradicional ribatejana consta do cartão de apresentação deste restaurante, que apresenta uma ementa equilibrada: pratos de peixe de carne em número semelhante e uma aposta em produtos regionais. Enguias, sável, carne de touro bravo constam da lista da casa, muito frequentada por gente ligada à tauromaquia. Aliás, na decoração não faltam motivos e referências à arte equestre e ao toureio, duas atividades muito queridas das gentes do Ribatejo.

À entrada, uma pequena sala, com uma montra e um balcão que antecede a cozinha. Espaço aberto, permite visão interessante do labor, por vezes frenético, de quem ali prepara o que vai chegar à mesa.

Duas salas, em tons de azul e branco, com lambris em azulejo, confortáveis, com mesas e cadeiras em madeira. Ao fundo, uma terceira sala, destinada a grupos.

Nas entradas, destacam-se os peixinhos da horta, envoltos em polme aprimorado, com fritura correta; os pastéis de bacalhau e o presunto pata negra.

Uma das especialidades da casa são as enguias: fritas ou de caldeirada, e muito em especial, o ensopado, confecionado a preceito, com pão frito, e servido em tacho de barro.

Na época, o sável frito com açorda de ovas e o arroz de lampreia enobrecem o lado mais tradicional da ementa, em que não falta o tão ribatejano torricado de bacalhau.

Muito apreciada, a garoupa à marinheira; outras opções, a cataplana de camarão e as gambas à Brás.

As carnes de touro bravo, com bom tempero, são referência, em particular outra das especialidades da casa: posta de novilho bravo grelhada com molho de alho picado, azeite e vinagre.

O bife de touro bravo ou os lombinhos de vitela fritos em azeite e alho à antiga portuguesa reforçam o setor cárnico, em que figuram galinha de cabidela e arroz malandrinho de coelho.

Nas sobremesas, arroz doce e farófias estão em destaque.

Boa garrafeira, contemplando várias regiões. Serviço simpático neste restaurante onde se pratica uma culinária segura e com doses generosas. CHICO DO PORTO, no Porto Alto, Samora Correia.

Onde fica:
Localização: Av. Mário Mendes Delgado, Lote 22 Porto Alto, 2135 Samora Correia (Benavente)
Telef.: 263 242 5189

GPS:
Latitude: 38º 55" 28,9"" N
Longitude: 8º 53" 10,8"" W

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de