Comando da GNR deixa Faro e passa para Loulé: "Uma decisão política"

A Câmara Municipal de Loulé cedeu o terreno e vai comparticipar os custos da obra. O comando, até aqui em Faro, vai deixar a cidade.

O presidente da câmara de Faro garante que foi apanhado de surpresa. A notícia de que o Comando Territorial da GNR no distrito passará de Faro para Loulé foi anunciada na última sexta-feira.

Rogério Bacalhau lembra que teve apenas um breve telefonema do Ministro da Administração Interna (MAI) antes do verão." Perguntei-lhe porquê e o que ia acontecer. Foi uma conversa de 30 segundos, um minuto no máximo. Nunca mais tivemos nenhuma conversa e apanhou-me de surpresa".

O ministro assinou na sexta-feira passada um protocolo com a câmara de Loulé, de maioria socialista, autarquia que cedeu o terreno para o novo comando e vai comparticipar nesta obra, que deverá custar cerca de 10 milhões de euros. Eduardo Cabrita considera que Faro é zona urbana e não faz sentido ter ali o comando da GNR." Não tem sentido que o comando esteja onde não tem jurisdição", afirma.

O ministro garante igualmente que informou o autarca de Faro. "Foi avisado antes do presidente da Câmara Municipal de Loulé".

Mas Rogério Bacalhau, eleito pelo PSD, insiste que não faz sentido o comando da GNR mudar de local e afirma que esta decisão tem outros contornos." Se alguém se dispõe a fazer os investimentos que o governo devia fazer, facilita essas decisões mas que são decisões politicas, são".

O MAI argumenta que a mudança do comando da GNR de Faro não será a única a acontecer.

Em breve também o comando da GNR de Lisboa sairá da cidade.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de