TSF À Mesa

Cozinha de autor em armazém aveirense

O edifício faz parte da história da cidade, tem localização central e a recuperação dá nova vida, sem alfândega, a um espaço de restauração onde marca pontos a cozinha de autor.

A cidade dos canais, capital da Arte Nova, senhora de rica tradição gastronómica e doceira, é uma urbe com sangue novo a correr nas veias, apontada ao turismo e aos desafios do futuro.

Espaço icónico de Aveiro, o Rossio é o largo onde, na memória da cidade, existia um edifício ligado aos serviços aduaneiro.

Recuperado e adaptado, é hoje uma pequena unidade hoteleira, cujo piso térreo é ocupado por um restaurante. É o Armazém da Alfândega, um espaço marcado pela decoração moderna e pelas pinturas murais de Fábio Carneiro, que retratam figuras citadinas.

Alguns lugares ao balcão ampliam a capacidade da pequena sala deste restaurante, onde a cozinha de autor é imagem de marca, Uma proposta diferente, marcada por influências que vêm do outro lado do mundo ou do Atlântico, cruzadas com a tradição portuguesa.

Um trabalho criativo, com um toque de irreverência, traduzido em resultados que surpreendem - e muito - pela positiva.

Ao almoço, o menu tem nome do objeto tradicional em que é servido.

A marmita do dia, a preço mais em conta, pode trazer no frango churrasco à Armazém, rabo de boi; quinotto do mar; massa de arroz; barriga de porco a baixa temperatura.

Partilhar é uma boa opção para melhor saborear a panóplia de sugestões que constam da lista.

Ostras da ria, com ovas de pancho voador e wasabi; tacos de peixe, bastante apreciados, uma vez que o conteúdo é lombo de robalo braseado;

Codorniz piripíri, acompanhada com puré de aipo; veado com molho de pimenta rosa; tataki de atum; bacalhau e cebola em quatro texturas - caramelizada, frita, desidratada e salteada - barriga de leitão confitada; veado à Armazém.

Mais consistentes, servidos na tábua, os lombos de novilho ou de veado. Ambos são acompanhados com tomate confitado, pickles caseiros e batata rústica.

Na lista vasta e repleta de opções que causam embaraço na escolha, surgem dois tipos de menus: individual e partilhado, com seis pratos escolhidos pelo chef.

Para sobremesas, «tira-me raivas». tiramisu com um biscoito tradicional aveirense: raivas.

Particularmente apreciadas, musse de lima e chocolate e pavlova tornam a escolha uma verdadeira dor de cabeça.

Garrafeira com boas sugestões. Serviço competente e simpático neste restaurante com uma cozinha marcada pelo fulgor e criatividade. Armazém da Alfândega, em Aveiro.

Onde fica:
Localização: Largo do Rossio 1, 3800-246 Aveiro
Telef.: 966 058 214

GPS:
Latitude: 40º 38" 31,581"" N
Longitude: 8º 39º 22,36"" W

  COMENTÁRIOS