uma questão de adn

São apaixonados por "meter o nariz no copo". Um litro e meio de conversa com os Van Zeller

O programa "Uma questão de ADN" desta quinta-feira foi ao encontro de Cristiano e Francisca Van Zeller, pai e filha, que são também produtor de vinho e enóloga.

A conversa também pode entornar para o sentimento quando Cristiano e Francisca Van Zeller se juntam.

Ela fala da "sensibilidade apaixonada" do pai. Ele da "inteligência apaixonada" da filha. Ela é mais mar. Gosta de surf. Ele jogou râguebi. É mais terra. A filha é formada em História; o pai quase terminou Engenharia Civil. Ela gosta de comunicar, ele de contar histórias. Os dois gostam de conversar sobre vinho. Produtor e enóloga. 45 hectares de vinhas. Quinta Vale D. Maria.

Aos 4 anos, Francisca sentava-se ao colo do pai e molhava o dedo no copo do vinho do Porto. Depois levava o dedo à boca e ficava a ouvir "o som das conversas". Estamos a viajar pelo Douro Vinhateiro e esta é a memória mais antiga da menina "Kika" Van Zeller, a miúda que chamava ao pai "o cozinheiro dos vinhos".

Cristiano Van Zeller, produtor da Quinta Vale D. Maria, fala de Francisca com aquele brilho nos olhos. Dos três filhos, foi sempre ela quem manifestou mais jeito, olfato e sensibilidade para o negócio da família.

"O vinho é uma partilha. Remete para momentos, cheiros, emoções". O vinho celebra-se. Hoje com Cristiano e Francisca, já de nariz no copo dos vinhos que vão beber na noite de Natal.

Pai e filha só viajaram juntos em negócios uma vez, em Macau. E partilham a história de 3.600 garrafas assinadas por Francisca. Tinto Francisca. É assim que começa mais uma história.

  COMENTÁRIOS