Sociedade

Desertificação. Interior de Portugal deve virar-se para Espanha

Ideia é da presidente da unidade criada pelo Governo que está a pensar medidas para recuperar uma zona do país cada vez mais vazia de pessoas. Para a responsável, a situação do Interior é "dramática".

A presidente da Unidade de Missão para a Valorização do Interior defende que um dos principais caminhos para salvar estas regiões da desertificação é virá-las para Espanha.

Helena Freitas foi nomeada no início de março pelo novo governo para liderar a nova estrutura que promete estudar e apresentar medidas concretas para recuperar o Interior do país.

Em entrevista à TSF fala numa situação "dramática" e insustentável", pelo que o primeiro objetivo da unidade de missão é fazer um programa nacional de coesão territorial, um instrumento de planeamento que identifique medidas para promover o Interior e construir um novo mapa de Portugal com uma vocação ibérica.

Helena Freitas diz que o Interior tem de olhar para Espanha e para os milhões de consumidores do país vizinho, recordando que, por exemplo, a Guarda está a 3 horas de Lisboa e a 3 horas de Madrid.
Ou seja, muitas regiões desertificadas ainda nem se aperceberam mas são centrais na Península Ibérica.

Números e razões que levam a antiga deputada do PS a dizer que é preciso uma "revolução mental" para passarmos a pensar que "a fronteira já não é a barreira do passado".

Notícias Relacionadas