Desvio de donativos dos fiéis ao patriarcado de Lisboa

Bispo do Mindelo, em Cabo Verde, lamenta que se tenha usado em vão o nome dos pobres. O dinheiro angariado em 2011 tinha sido prometido pelo Patriarca de Lisboa para o Mindelo, mas teve outro destino.

São 245 mil euros que nunca chegaram ao destino.

O jornal Público conta que os donativos pedidos aos fiéis na diocese de Lisboa, em 2011, não chegaram à diocese do Mindelo, em Cabo Verde.

O peditório, conhecido como Reunião Quaresmal, é feito todos os anos, nos 40 dias antes da Páscoa. No domingo de Ramos, o dinheiro recolhido é habitualmente, entregue num envelope, com um fim concreto, traçado pelo bispo local.

Em 2011, conta o Público, o então cardeal patriarca de Lisboa, José Policarpo, prometeu que o dinheiro iria para a diocese do Mindelo, mas escreve o jornal, os donativos nunca chegaram ao destino.

O bispo de Mindelo não quis fazer declarações ao Público, mas numa carta enviada a um amigo, na semana passada, o padre Ildo Fortes lamenta terem-se servido dos pobres e da diocese, sem que lá tenha chegado o dinheiro.

Dos 245 mil euros, a maioria foi usada para a formação em Portugal de seminaristas de África e da Índia.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de