Governo lança plataforma para ajudar refugiados a procurar emprego

Em Portugal, 163 refugiados estão neste momento à procura de trabalho. A Plataforma Refujobs vai ajudar nessa busca.

Os refugiados em Portugal que estão à procura de emprego têm a partir desta sexta-feira uma plataforma especial para procura de trabalho. Chama-se Refujobs e pode ser utilizada por refugiados e empregadores.

A Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, explicou à jornalista Sara de Melo Rocha que a plataforma online está também disponível em várias línguas.

Rosa Monteiro avança que estão 163 refugiados à procura de emprego em Portugal, seis deles com habilitações superiores.

A Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade explica que as empresas se têm mostrado disponíveis porque "veem na população migrante no geral uma oportunidade" de combaterem a escassez de recursos humanos.

Além de disponibilizar informação acerca de emprego, a plataforma online Refujobs, lançada pelo Alto Comissariado para as Migrações, disponibiliza ainda informação sobre apoios ao empreendedorismo e formação profissional de forma a potenciar as competências profissionais das pessoas refugiadas.

A plataforma tem uma área pública com toda a oferta de emprego e informação e um domínio reservado dedicado ao acesso às empresas e às pessoas refugiadas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de