Juiz Neto de Moura "deveria ser encerrado numa sala almofadada por dentro"

É uma das propostas de Ricardo Araújo Pereira para adereçar o problema da violência doméstica em Portugal.

Na semana em que o país foi confrontado com a morte de nove mulheres e de uma criança em contexto de violência doméstica em pouco mais de um mês, foi conhecida a sanção atribuída ao juiz Neto de Moura pelo Conselho Superior da Magistratura: o juiz recebeu uma " sanção de advertência " por ter justificado a atenuação da pena aplicada a um homem que agrediu violentamente a mulher com referencias à Bíblia e ao antigo Código Penal de 1886.

Perante o cenário desolador, o moderador Carlos Vaz Marques pergunta se fará sentido adotar o termo "feminicídio" para definir o homicídio de uma mulher assassinada em contexto de violência doméstica, como forma de consciencializar a sociedade para o problema. Para Ricardo Araújo Pereira, não será a atribuição de um nome específico aos homicídios de mulheres que vai fazer a diferença, já a condenação do juiz Neto de Moura, essa sim, terá sido uma oportunidade perdida: para o humorista, se o juiz tivesse sido "encerrado numa sala almofadada por dentro", isso sim, poderia ter passado a mensagem correta.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir , sempre em tsf.pt .

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de