desaparecimento

Mais 172 mil euros para tentar perceber o que aconteceu a Maddie McCann

A Metropolitan Police recebeu fundos para mais seis meses de investigação, 11 anos depois do desaparecimento da criança britânica no Algarve.

As forças policiais encarregadas de investigar o desaparecimento de Madeleine McCann receberam mais 150 mil libras (172 mil euros) do governo britânico.

A notícia é avançada pela BBC , que adianta que esta quantia pretende cobrir as despesas da investigação nos próximos seis meses, até 31 de março do próximo ano.

A Metropolitan Police começou a investigar o desaparecimento de Maddie em 2011, depois de as autoridades portuguesas não terem chegado a qualquer conclusão.

No ano passado, os investigadores britânicos diziam estar a seguir uma "linha crítica" da investigação.

Até ao momento, a Met Police já gastou mais de 11.75 milhões de libras (12 milhões de euros) na chamada Operação Granger, que tem como objetivo entender o que aconteceu a Madeleine McCann, desaparecida em maio de 2007, quando estava de férias com os pais na Praia da Luz.

Em maio de 2017, dez anos depois do desaparecimento de Madeleine, a polícia dizia já ter analisados mais de 40 mil documentos e investigado mais de 600 pessoas.

  COMENTÁRIOS