Ricardo Araújo Pereira revela que estava preso no 25 de Abril

Em vésperas de mais um aniversário da revolução dos cravos, Carlos Vaz Marques fez aos "ministros-sombra" a pergunta inevitável de Armando Baptista-Bastos: "Onde é que você estava no 25 de Abril?"

Ricardo Araújo Pereira revelou que estava preso - na solitária - no dia da revolução dos cravos, tendo sido libertado no dia 28 de abril de 1974. Contou também que foi agredido à saída do "cárcere", com palmadas no rabo. O humorista referia-se, claro, ao seu nascimento, sendo o "cárcere", o útero da sua mãe.

João Miguel Tavares tinha na altura oito meses de idade, e não se recorda se teria já deixado de mamar ou não.

Pedro Mexia tinha quase um ano e meio de idade, mas - surpreendentemente - não se recorda do dia, nem de como a sua família, alinhada politicamente à direita, o viveu. Lembra-se do pós-25 de abril e de haver entre as pessoas de direita que tinham vivido o 25 de Abril, não uma hostilidade à revolução, ou saudosismo da ditadura, mas um receio do PREC, o medo de que o pais caísse numa ditadura em sentido contrário.

O moderador do programa, Carlos Vaz Marques, não revelou onde é que estava no 25 de Abril.

A emissão completa do Governo Sombra, para ver ou ouvir , sempre, em tsf.pt

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de