Sinais, 16 de abril: Notre Drame

Os sinais desta terça-feira, por Fernando Alves.

Nunca havíamos demorado tanto tempo o olhar num pináculo, no seu florão, no seu gume para todas as ideias de céu. Nunca nos havíamos demorado tanto tempo na palavra pináculo, assim demorada na boca como se estivesse nascendo do próprio fogo para a dizermos e a descobrirmos. As tantas palavras guardadas no interior da nave onde por vezes procuramos, quando tomada pelo absoluto silêncio, a presença de Deus: cúpula, rosácea, pedra de altar, deambulatório.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de