Hells Angels

Sobe para 59 o número de elementos detidos dos Hells Angels

Um dos membros foi detido na Alemanha no âmbito de um mandado de detenção europeu.

A Polícia Judiciária deteve mais três elementos do grupo de motociclistas Hells Angels, aumentando para 59 o número de detidos, que começam hoje a ser ouvidos no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

Fonte oficial da PJ disse à Lusa que 58 elementos foram detidos em Portugal e um na Alemanha, através de um mandado de detenção europeu.

Na quarta-feira, em conferência de imprensa, a coordenadora da Unidade Nacional de Combate ao Terrorismo Manuela Santos referiu que a ação policial estava programada há algum tempo e que os elementos detidos estavam indiciados por tentativa de homicídio, roubo, ofensa à integridade física e associação criminosa.

A coordenadora policial acredita que muitos elementos ficarão em prisão preventiva, dada a gravidade os crimes pelos quais estão indiciados.

Quatro dos 59 elementos dos Hells Angels foram detidos em flagrante por posse de arma de fogo.

O grupo Hells Angels existe em Portugal desde 2002 e, desde então, tem sido monitorizado pela polícia.

Os atos violentos ocorridos em março no Prior Velho, Loures, que envolveram dois grupos rivais de motards, Hells Angels e Red&Gold, e que fez seis feridos, dos quais três graves foi a primeira manifestação mais violenta da organização que levou a PJ a agir.

A operação policial de desmantelamento do grupo também teve em conta a realização, de 19 a 22 julho, do encontro de Motards de Faro, onde poderiam ocorrer novamente confrontos entre os dois grupos.

Os detidos começam hoje à tarde a ser ouvidos por um juiz de instrução para a aplicação da medida de coação.

  COMENTÁRIOS